O Gal Gadot Brasil é um site sem fins lucrativos, não-oficial e sem qualquer afiliação à Gal ou qualquer pessoa associada a ela. Todos os vídeos e fotos pertencem aos seus respectivos donos, a não ser que seja informado o contrário.
Novos clipes de Liga da Justiça são liberados

Com a chegada da estreia de Liga da Justiça, a Warner Bros. liberou novos clipes que mostram cenas completas do filme, sendo assim, são muitos spoilers! Veja todos abaixo.

 


Batman conhecendo o Arthur/Aquaman

 


Bruce conhecendo o Barry/Flash

 


Ataque do Steppenwolf

 


Liga da Justiça com o Comissário Gordon

 


Mulher-Maravilha salvando os reféns no banco

 


Batman conversando com o Flash

 


Bruce e Alfred conversando sobre o Superman

Gal Gadot fala sobre relação de Mulher-Maravilha e Batman em Liga da Justiça

Em entrevista para o USA Today, Gal Gadot contou como Diana trabalha ao lado da equipe de super-heróis e como a dinâmica com o Batman, de Ben Affleck, foi difícil quando os dois estavam aprendendo a liderar a Liga nas batalhas.

“[Diana gosta] trabalhar com pessoas que também são estranhas e diferentes como ela é”.

Sobre a dinâmica entre Diana e Bruce, ela diz:

“Esta é a primeira vez que realmente os vemos, não só lutando juntos, mas também montando estratégias sobre o que é o certo fazer juntos. Eles nem sempre estão na mesma frequência.”

 

Fonte | Tradução e adaptação – Gal Gadot Brasil

Gal Gadot confirma que Mulher-Maravilha esteve ativa por muito tempo antes de BvS

Durante maratona de entrevistas que aconteceu ontem (03) em Londres, Gal confirmou ao site Den of Geek que Diana esteve ativa por muito mais tempo antes de sua aparição em Batman vs Superman.

“Bem, infelizmente, não há muito o que possamos compartilhar com você sobre Mulher-Maravilha 2”, disse Gadot quando perguntada sobre essas diferenças na apresentação da personagem e como isso irá influenciar na sequencia do filme da heroína. “Mas o que é claro é que, independentemente se a Mulher-Maravilha estivesse lá fora ou incógnita, ela sempre esteve envolvida e ela sempre foi muito ativa no Mundo do Homem, e ela sempre estava ativa para salvar e ajudar, e para melhorar o mundo”.

Gal também falou sobre por qual razão que ela acha que a Mulher-Maravilha e a Liga da Justiça são tão inspiradoras neste ano:

“No mundo real, não lutamos contra monstros, não temos ataques alienígenas. Somos nós criando o problema, e acho que teria sido maravilhoso se nós, seres humanos, pudéssemos nos juntar e nos unir, e ser e fazer o bem uns aos outros e tentar tornar o mundo um lugar melhor.”

 

Fonte | Tradução e adaptação – Gal Gadot Brasil

Gal Gadot admite que história de Mulher-Maravilha em Batman vs Superman foi um erro

Durante a conferência de imprensa de Liga da Justiça na China, que aconteceu no dia 26 de outubro, o elenco respondeu diversas perguntas sobre seus respectivos personagens, Gal aproveitou para ser sincera e dar sua opinião sobre o desenvolvimento de sua personagem no filme Batman vs Superman. Confira abaixo!

No filme, Batman vs Superman, a Mulher-Maravilha tem como base de sua história a seguinte frase “há 100 anos, afastei-me da humanidade. Um século de horrores. O homem fez um mundo onde ficar de pé juntos é impossível”. Gal contou que ao mergulhar mais profundamente na personagem com a diretora Patty Jenkins, elas perceberam que não havia nenhuma maneira da Mulher-Maravilha desistir da humanidade.

“Às vezes, em um processo criativo, você estabelece algo que não é necessariamente a decisão certa. Mas então você sempre pode corrigi-lo e mudá-lo. Mulher-Maravilha sempre estará lá, o tanto que ela está preocupada, pela humanidade.”

Gal Gadot em entrevista para a DC All Access

Em nova entrevista concedida ao DC All Access, disponível na HQ Wonder Woman 33, Gal Gadot falou sobre o papel de Diana/Mulher-Maravilha no filme Liga da Justiça. Leia na íntegra a entrevista traduzida abaixo:

Como a história de Diana no filme Mulher-Maravilha entra na história de Liga da Justiça?
Quando estávamos gravando o filme Mulher-Maravilha, tudo era sobre a Diana e pela evolução que ela passa. Quando a vemos novamente em Liga da Justiça, ela tem estado por muitos anos no mundo dos homens, mas continua sendo mesma personagem. Ela está lá para ajudar as pessoas e tentar fazer o mundo um lugar melhor. A única diferença é que ela esteve trabalhando sozinha por muitos anos.

Como você vê o papel dela na equipe? O que ela traz para a dinâmica?
Para mim, era importante que ela fosse a cola do time. Eu acho que uma das coisas especiais e lindas sobre Diana é que ela se importa com as pessoas da maneira mais sincera. Então, em suas cenas, eu me assegurei de que ela fizesse com que cada um se sentisse mais forte, amado e capaz. A história de Liga da Justiça é muito maior do que Diana; É sobre a Liga inteira.

Como foi a primeira vez que você viu todo mundo no traje?
Surreal. Foi super estranho e engraçado, mas muito emocionante. Nos primeiros dois dias que estávamos filmando, em um momento eu estava super séria com a espada e o escudo e depois, começava a rir muito. Todos estão iguais como nos quadrinhos. Então eles cortam e parece o Halloween.

Diana luta de forma diferente e mistura suas habilidades ao lado de seus novos companheiros de equipe?
Acho que a única diferença é que eles precisam trabalhar juntos. É como uma dança. Um deles precisa determinar o ritmo e o outro precisa fazer o movimento no tempo perfeito. Acho que lutar ao lado da equipe deixa Diana mais estressada, pois ela não quer que nada aconteça com nenhum deles.

 

Fonte | Tradução e adaptação – Gal Gadot Brasil

Jason Momoa fala sobre Gal Gadot em entrevista para o SAMDB

Com a proximidade da estreia do filme Liga da Justiça, o elenco vem concedendo muitas entrevistas para alguns canais de comunicação, e como de costume, Jason Momoa não perdeu a chance de elogiar a Gal em uma de suas conversas com o SAMDB.

Quando questionado sobre como foi a primeira vez em que eles se reuniram em toda a glória caracterizados como super-heróis, Jason disse:

Gal Gadot é a Mulher-Maravilha perfeita. Ela é inacreditável e seu filme foi inacreditável. Ela tem essa presença poderosa, mas é amável e simplesmente deslumbrante.

Não deixem de ler a entrevista completa com o Jason no Jason Momoa Brasil!

Gal Gadot em comercial exclusivo de Liga da Justiça para canal Israelense

Com a chegada da estreia de Liga da Justiça, Gal Gadot vem participando de diversos eventos e entrevistas promocionais do filme. Durante sua passagem pela China, ela gravou um comercial exclusivo para um canal Israelense que foi ao ar hoje. Confira a tradução do vídeo abaixo!

 

“Olá, Israel! Olá para todos os meus queridos amigos, familiares e para todos vocês em casa. Estou muito muito animada para lhe dizer que o meu novo filme Liga da Justiça sairá em novembro e espero que você vá vê-lo. Eu realmente espero que você vá vê-lo para que possamos ter um pequeno encontro juntos. Envio muito amor e abraços”.

 

Fonte | Tradução e adaptação – Gal Gadot Brasil

Gal Gadot é capa da edição de dezembro da revista Glamour

Gal Gadot estampa mais uma capa de revista neste ano! Dessa vez a atriz está na edição de dezembro da revista Glamour, do Reino Unido, e você pode conferir as fotos e entrevista traduzida abaixo:

Ensaios Fotográficos | Photoshoots > 2017 > Matthias Vriens McGrath – Glamour (Reino Unido)

Gal Gadot e eu estamos ligados por um tópico que inevitavelmente surge quando vocês dois têm filhos pequenos: privação de sono. “Minha filha ainda não dormiu entre 1h e 2.h30”, ela diz com simpatia, em ligação direto de sua casa em Tel Aviv, Israel. “Ela está começndo a ter dentes”. Sua voz fumegante, mas sedosa, ligeiramente acentuada é tão cativante pessoalmente quanto é ouvida na tela como Diana Prince, aka Mulher-Maravilha. “Pelo menos eles os deixam bonitos, você não pode estar tão furiosa por isso”, ela ri. É apropriado que fiquemos falando sobre a filha de Gal, Maya, que estava grávida dela, que agora está com sete meses de idade, quando filmou Liga da Justiça (assim como as refilmagens de Mulher-Maravilha, que foram feitas após as de Liga da Justiça serem finalizadas e exigiu que ela usasse uma barriga de tela verde em sua roupa para que eles pudessem editá-la – então, sendo uma filmagem incomum).

Para a Liga da Justiça, no entanto, ela estava nos estágios iniciais. “Foi desafiador com enjoos matinais e enxaquecas”, diz ela. “Mas você se ajusta. Você se acostuma a se sentir mal e ter que trabalhar.” Também é um testemunho do fato de que não existe um “bom momento” para engravidar (com a vida e o trabalho, sempre está a caminho de poder andar em paz ou, neste caso, chutar o traseiro e destruir os bandidos). Gal, de 32 anos, na verdade, planejou assim: “Eu agendei isso para que eu não estivesse muito grávida em Liga da Justiça, ou quando eu estivesse promovendo Mulher-Maravilha”, diz ela. Eu tive muita sorte. Foi difícil, mas já fazia um tempo que eu queria ter um segundo filho”. (Ela e o marido, o empresário Yaron Varsano, também têm a outra filha, Alma de seis anos).

Apesar de alegar que ela está no “estágio pós-gravidez em que seu cérebro se secou”, Gal é uma excelente companhia, como descobri três semanas antes do nosso telefone, no set da sessão de fotos para a capa da Glamour, onde seus antecedentes da carreira de modelo foram fáceis de ver como ela representava uma profissional. Suas pernas animaram o Instagram tanto quanto as botas de Saint Laurent indispensáveis que ela estava usando quando publicamos uma prova do ensaio. Mas assim que a câmera parou, ela voltou para a Gal antes do set, rindo com a equipe e falando uma milha por minuto sobre suas filhas e a próxima viagem de volta a Israel, sua terra natal. É justo dizer que Liga da Justiça é uma resposta da DC Comics para Os Vingadores – é muito mais interessante ter a Mulher-Maravilha salvando o mundo ao lado do Batman (Ben Affleck), Aquaman (Jason Momoa), Superman (Henry Cavill ) e The Flash (Ezra Miller).

Mas ela não será construída no enredo: “Bruce Wayne e Diana Prince são os únicos a sair para recrutar a Liga, e é um filme divertido”, é tudo o que ela vai dizer. “E fazendo o filme com tantos homens, nunca me senti tão segura. Grandes homens!” Grandes homens, eles podem ser, mas a bilheteria estava segura nas mãos das mulheres neste verão: Mulher-Maravilha tornou-se o filme de ação live-action de maior bilheteria de uma diretora feminina e faturou £ 615 milhões. E não só tornou-se o terceiro filme de maior bilheteria de Warner Bros. de todos os tempos na bilheteria dos EUA, como também foi um sucesso nas críticas – algo que não pode ser reivindicado por Batman vs Superman.

As audiências ligadas ao grande momento de Diana Prince provaram (mais uma vez) que o público – masculino, feminino ou uma mistura de ambos – está interessado em filmes dirigidos por mulheres. Sério, quantas vezes precisamos provar isso antes que isso aconteça? Ainda assim, por que Mulher-Maravilha, por que agora, e por que tanto amor? Compaixão, é a teoria de Gal. “Me lembro de uma citação da princesa Diana, onde ela bateu a unha na cabeça. Ela disse que ela trabalha com o coração e não com a cabeça, e acho que a Mulher-Maravilha e Diana Prince, é a mesma coisa. Eu sei que uma Diana era real e a outra não, mas a Mulher-Maravilha é um personagem tão grande porque ela trabalha pelo coração. Ela significa o bem, e o fato dela ser tão forte e poderosa, e a guerreira mais icônica, não tira sua feminilidade. Eu acho que essa é a força das mulheres: que podemos ser fortes – não quero dizer apenas fisicamente, embora fisicamente também – mas, ao mesmo tempo, podemos estar conectadas às nossas emoções e sermos sinceras e honestas. Esta é a nossa força. Estamos tão expostas a todas as nossas vidas a super-heróis masculinos incríveis e nunca a um super-herói feminino realmente bom, e acho que a Mulher-Maravilha realmente captura a beleza do que significa ser uma mulher”. O sucesso da bilheteria certamente parece bom para Gal, e uma vez que Mulher-Maravilha tornou-se não apenas um filme, mas um momento cultural, o seu telefone toca no gancho. Mas ela pagou suas dívidas por tempo suficiente para não levar isso a sério demais.

“Sou aprecio muito, porque sei que é um grande jogo, e as regras são conhecidas antecipadamente”, diz ela. “Quando você tiver sucesso, o telefone tocará; Se um filme não for bem, haverá grilos. Então pego tudo com um grão de sal e aproveito enquanto está lá”. Gal agora divide seu tempo entre Los Angeles e Tel Aviv, mas ela nasceu em Israel em 1985 e cresceu lá. Miss Israel coroada aos 18 anos, ela fez um período de dois anos de serviço nacional obrigatório nas Forças de Defesa de Israel como treinadora de combate. De lá, ela foi à faculdade de direito, deixando os estudos após um ano para prosseguir a atuação. “Você se convence de fazer essas coisas”, ela diz sobre sua decisão de estudar direito e, em seguida, imita seu processo de pensamento: “Eu vou ser uma advogada para que eu possa trazer a paz e as pessoas possam chegar a acordos”. Considerando que, na vida real, os advogados lidam com o conflito sem parar.

“Conflitos não são bons para mim. Sou toda harmonia e zen. Então estou feliz por não ter funcionado.” Ela ri. “Eu seria a advogada mais rápida”. Mas havia um ponto, não muito tempo atrás, quando ela quase se afastou da atuação também. Seus créditos na tela incluíram um papel recorrente na franquia Velozes e Furiosos, e um trabalho na TV em seu país de origem, mas o ciclo constante de rejeição teve seu impacto. “Antes de Mulher-Maravilha, estava pensando em nunca voltar para Los Angeles”, diz ela.

“[Eu pensei que poderia] ficar em Israel, trabalhar como uma atriz aqui e ali, voltar para a universidade e fazer outra coisa. Porque houve tantos ‘Não’. Você vai para a audição e você recebe uma chamada de retorno, então outra chamada de retorno e, em seguida, um teste de câmera, e as pessoas ficam dizendo que sua vida mudará se você conseguir isso. E depois você não consegue. Cheguei a um ponto onde eu não queria fazer mais isso. Meu marido tem muito trabalho em Tel Aviv e nós tivemos uma filha, então levá-los para Los Angeles para procurar por trabalho colocou muita pressão em mim. Eu estava tipo, ‘Por que estou fazendo isso?’ Ouvindo não, uma vez ou outra, eu estava pensando: ‘Para que eu sou boa?’ E foi quando eu consegui Mulher-Maravilha.” Essa é uma ótima razão para ficar, e juntas, ela e a diretora Patty Jenkins provaram ser a equipe dos sonhos.

“Quando eles levantaram as críticas de Mulher-Maravilha, eram 21 horas em LA e eu estava colocando minha filha na cama”, diz ela. “Normalmente, ela deita as 20h30, mas, claro, naquela noite, ela não conseguiu dormir, então ela me pediu para sentar com ela. Então, eu disse: ‘Alma, eu vou me sentar com você, mas eu vou ter que pegar meu computador’. Quando eles começaram a liberar, eu fiquei impressionada, chocada sobre a lua. A primeira ligação que fiz foi para Patty. Comecei imediatamente a gritar. Eu disse: ‘Patty, nós fizemos isso, cara, nós fizemos isso juntas – saiu e eles adoraram!'”

Foram necessários três meses de negociações para que Patty Jenkins voltasse a bordo Mulher-Maravilha 2 (versão curta: Patty inexplicavelmente teve que lutar para ganhar paridade com o diretor de Liga da Justiça e Batman vs Superman, Zack Snyder), mas desde o momento que ela fechou, ela tornou-se a diretora feminina mais bem paga em Hollywood. “Eu acho que é bem merecido”, diz Gal enfaticamente. “É ótimo para ela, mas também algo maior. É uma missão – ela está tentando pavimentar o caminho para que mais mulheres tenham a oportunidade de dirigir e, uma vez que tenham a oportunidade, serem pagas tanto quanto os homens. É ridículo que os diretores homens tenham mais do que diretores mulheres, não faz sentido quando uma pessoa faz o mesmo trabalho – e especialmente se o filme tiver sucesso”.

Mulher-Maravilha 2 está programada para ser lançado em 2019, e deve começar a ser filmado no próximo verão, mas Gal começará a treinar seis meses antes. Se for como seu treino anterior, envolverão seis horas de treinamento por dia – duas de equitação, duas horas na academia e duas horas de artes marciais. (“Foi realmente exaustivo”, diz ela, com a subavaliação do século.) Mesmo que você não tenha visto isso em 3D, seu corpo super guerreiro amazônico surgiu da tela. Mas isso não impediu os aparentes “puristas de personagens” de dizer que Gal não era tão peituda quanto a encarnação da Mulher-Maravilha em suas HQs. Gal não tem tempo para analistas de corpos, mas admite que levou uma década para chegar a esse pensamento.

“Comecei a ficar exposta a todos os trolls na internet quando ganhei o concurso Miss Israel”, diz ela. “As pessoas escreveram coisas estranhas como: ‘Você parece uma vassoura com a cabeça de uma abóbora’. E quando eu tinha 19 anos, eu ficava como, ‘Sério?’ Mas quanto mais experiência você tem, menos você se importa, e com a Mulher-Maravilha acabei me divertindo.” Sua voz toma um tom zombador. “Sério, vocês se importam muito com a Mulher-Maravilha, mas vocês estão chateados com eles me lançando porque meus seios não são tão grandes quanto os dos quadrinhos, e minha bunda não é tão curvilínea? Foi engraçado para mim”.

Os fãs que estão mais interessados nela são os reais, particularmente as mulheres e as meninas que lhe dizem o quanto isso significa para elas ter uma super-heroína retratada na tela (Procure no Google o vídeo da Gal conhecendo uma jovem fã na Comic-Con, eu desafio você não derramar uma lágrima de felicidade), e ela está mesmo contente com esse termo precário “modelo”. “Eu gosto de conhecer os fãs. Eles são o motivo pelo qual o filme foi tão bem sucedido”, diz ela. “Mas estou ciente da responsabilidade de ser elevada e exposta a tantas pessoas, e estou especialmente consciente do impacto que as coisas que você diz e fazem podem ter nos jovens. Eu me importo muito com isso, e eu sou muito sensível sobre isso – ou pelo menos eu tento ser.”

Então, ela é legal por ser reconhecida – na maioria das vezes (“agora não consigo ouvir a palavra ‘selfie'”, ela geme). Apenas não se aproxime dela em um funeral. “No cemitério”, ela diz sobre o lugar mais estranho em que lhe pediram uma foto. Como você reagiu a isso? Ela ainda parece um pouco perturbada por isso, para ser sincera. “Fiquei sobrecarregada, então eu disse: ‘Vamos fazer isso rapidamente para que ninguém veja.’ Foi tão estranho”.

Antes de promover Liga da Justiça, ela está tendo um tempo fora. “Nós vamos à praia todas as manhãs e praticamos paddleboard (surf com remo). É tão bom estar de volta com as pessoas que eu amo, amigos e familiares. Sou uma menina bastante simples”. Ainda haverá muitas selfies quando os tapetes vermelhos começarem – mas talvez não hajam muitos saltos. Para a turnê de imprensa da Mulher-Maravilha, ela usou tantas rasteiras do que saltos, incluindo um par de sandálias Aldo de 40 libras para a Premiere em Hollywood.

“Foi engraçado, porque durante alguns anos tive conversas com outras atrizes perguntando: ‘Por que temos que usar saltos altos'” Ela diz. “Eu adoro usar saltos, mas, por outro lado, o fato de termos que usar me incomoda. Eu pensei: ‘Ninguém vai saber se estou usando saltos porque o vestido é tão longo. Eu também poderia me sentir confortável.’ Então, quando eu coloquei, parecia ótimo, então decidimos fazer um Boomerang das minhas rasteiras. Tem muita segurança e estou feliz com isso. Não vou deixar de usar saltos, mas eu gosto do fato de que podemos usar o que quisermos usar”.

A linha fica muda. “O cachorro correu com um dos bonecos do bebê”, grita Gal. Ela precisa ir. Uma mulher, não uma super-heroína. Mas ainda é maravilhosa.

 

Fonte | Tradução e adaptação – Gal Gadot Brasil

Gal Gadot comparece ao Variety’s Power Of Women

Neste último dia (13), Gal Gadot compareceu ao evento Variety’s Power Of Women, que acontece anualmente com a finalidade de homenagear mulheres que estão se destacando em seu ramo de trabalho. Na edição deste ano, Patty Jenkins, diretora do filme ‘Mulher-Maravilha’ foi uma das homenageadas da noite e coube a Gal fazer um anuncio para chamar a homenageada.

Você pode conferir esse momento através do vídeo e fotos deixados abaixo:

Inicio > EVENTOS E APARIÇÕES | APPEARANCES & EVENTS > 2017 > 13/10 | CERIMÔNIA DO VARIETY’S POWER OF WOMEN

Inicio > EVENTOS E APARIÇÕES | APPEARANCES & EVENTS > 2017 > 13/10 | BASTIDORES DO VARIETY’S POWER OF WOMEN

Discurso da Gal para anunciar Patty Jenkins no palco do #PowerOfWomen como uma das homenageadas.

Kelly Clarkson elogiando Gal Gadot e o filme ‘Mulher-Maravlha’

Gal Gadot está em negociações para estrelar filme pós 2ª Guerra Mundial

De acordo com o Deadline, Gal está em negociações iniciais para estrelar o thriller de vingança, pós-Segunda Guerra Mundial, Ruin.

Com direção de Justin Kurzel (Assassin’s Creed) e roteiro de Mathew e Ryan Firpo, o filme será repleto de suspense e vingança. Ruin se concentra em um antigo capitão nazista que, como forma de compensar seus crimes, caça e mata seu ex-time de oficiais da SS na Alemanha.

A produção do filme deverá começar nos primeiros meses de 2018 pela MadRiver Pictures.

 

Fonte | Tradução e adaptação – Gal Gadot Brasil