7
01
Gal Gadot fala sobre Mulher-Maravilha 2 com a Entertaiment Weekly

Gal Gadot contou à Entertaiment Weekly sobre o momento em que ela percebeu que Mulher-Maravilha era um sucesso, qual sua cena favorita em seus três filmes da DC e ainda falou sobre os comentários de James Cameron. Confira abaixo!

No início de 2017, Mulher-Maravilha, se envolveu em uma produção principal há meses, os fãs a viram em Batman v Superman, o primeiro trailer do filme solo havia saído. Quais foram suas expectativas, você sabia que você tinha algo especial nesse ponto?
Sempre há um maneira em como você se sente sobre algo, mas você nunca sabe como será realmente assim que tudo estiver pronto e preparado para sair. Parecia que era especial. Quando filmamos o filme, investimos tanto e fomos e tão pensativos com cada decisão que fizemos com a personagem e a história, tive o privilégio de trabalhar com uma cineasta incrivelmente fenomenal, Patty Jenkins. Mas não esperávamos que fosse tão bem recebido.

Você teve alguma preocupação particular?
Essas preocupações aconteceram antes de começar a filmar o filme. Porque este era o meu primeiro filme que eu realmente carregava e liderava. O peso estava nos meus ombros. Então eu estava preocupada com o começo. Eu me senti como uma menina olhando para o Monte Kilimanjaro e pensando: como eu vou escalar todo esse caminho? Mas lentamente e gradualmente, a jornada até topo desta montanha foi fascinante e emocionante e animadora e isso tem muito a ver com as pessoas com quem você trabalha.

Antes de Mulher-Maravilha, houve uma história sobre um memorando que vazou na Marvel, onde um executivo disse que filmes femininos de super-heróis não funcionassem. Alguma vez você já teve a a percepção de alguém na indústria, antes do filme sair, que eles foram céticos?
Eu preciso ser sincera e dizer que na verdade não. Eu leio todos os artigos sobre como os filmes anteriores, de super-herói liderados pelas mulheres, não funcionaram muito bem. Levou mais de 13 anos para o estúdio realmente ir e filmar Mulher-Maravilha. Mas quando a decisão foi tomada, eu não temi. E depois que eu testemunhei como o público reagiu a Mulher-Maravilha em Batman vs Superman, eu tive certeza de que ia nos sairíamos bem, eu simplesmente não sabia o quão bem. Sempre que leio esse tipo de artigo, fico mais impulsionada e mais motivada para mostrar que eles estão errados.

A estreia foi a primeira vez que você viu o filme? Como foi a sua experiência como aquela noite?
Eu me tornei mais espiritual, eu cresci. O mundo tem uma maneira muito interessante de fundamentar você e mantê-la equilibrada. Quando começamos a promover o filme, machuquei minhas costas logo no início, no avião para a China. O sucesso foi tão grande, mas não pude realmente apreciá-lo. Eu não estava jogando champanhe. Eu estava deitada na cama, não podendo segurar meu bebê. Não consegui me sentar na primeira exibição na estreia de Los Angeles. Eu pensei como se o filme tivesse tanta pressão psicológica que carreguei em minhas costas e elas estavam literalmente “quebradas”. Então, eu não aproveitei muito bem. Eu realmente deveria apreciar cada momento.

Quando você viu os comentários brilhantes chegando… como foi isso?
Era uma noite de quinta-feira e eu sabia que estavam levantando o embargo para as críticas às nove horas. Foi a minha primeira vez passando por essa coisa. Normalmente, não estou no circuito quando o estúdio está levantando o embargo. Então eu coloquei minha filha na cama e disse: “Você precisa dormir, eu preciso fazer um trabalho esta noite.” E, claro, naquela noite ela estava muito acordada. Eu disse: “Tudo bem. Eu vou trazer o meu computador e sentar ao seu lado até você adormecer. “ Então eu levei o meu computador e eu comecei a ler todos os comentários. Fiquei tão animada que liguei para Patty. E no momento em que liguei para Patty, ela respondeu o telefone – nem sequer tocou. Ela imediatamente atendeu. Ela foi como, “O que está acontecendo? Eu estive meditado durante 20 minutos, sem ler nada, literalmente esperando você me ligar.” Eu estava apenas gritando: “Ahhhhh!” Ela disse: “É bom? É bom?” Eu disse: “É inacreditavelmente incrível! Não posso acreditar que isso está acontecendo conosco agora!” E minha filha, que tem 6 anos agora, e fez parte da produção – quando você trabalha tantas horas [seus filhos] se aproximam e fazem parte do trabalho. Minha filha ficou tão animada. Minha filha me perguntou: “O que está acontecendo, mãe?” Eu disse a ela: “As pessoas estão gostando do filme. Veja, se você trabalhar duro o suficiente e você tiver boas intenções às vezes na vida as pessoas apreciam isso”.

Essa é uma história maravilhosa. Você claramente tem um excelente relacionamento com Patty. Ela, é claro, teve algumas longas negociações para retornar como diretor de Mulher-Maravilha 2. Você estava preocupado com o fato de que vocês não pudessem se reunir?
Hm, você quer minha opinião honesta, certo?

É claro!
Não. Eu disse a ela que eu estava com ela completamente e a apoiaria e… você sabe, acho que ela tem completo direito do que ela vai conseguir, as renegociações que ela fez. Ela simplesmente fez um trabalho fenomenal e sabia como contar esta história da maneira mais interessante. Ao fazer esse filme, é um filme dirigido por uma mulher, é um filme da Mulher-Maravilha. Mas há uma chance de que você não queira que o filme seja apenas para mulheres e apenas para mulheres ou fãs de super-heróis que se relacionem com essa história. Era muito claro para Patty desde o início, ela queria que essa história fosse universal, para que todos pudessem se relacionar de maneiras diferentes com a jornada dessa personagem. Ela fez isso brilhantemente e não havia pessoa mais feliz do que eu quando foi anunciado que ela continuaria e que todos nós vamos nos reunir.

Parecia que você iria dizer que se ela não voltasse, você não faria a sequencia. Mas eu não tinha certeza se você iria tão longe…
Eu não precisei. Os executivos da Warner Bros são inteligentes e mostraram sua apreciação. Ninguém tentou levar o crédito de ninguém. Era claro que ela fez um filme incrível e ela deveria ser paga por isso. Não havia necessidade de passar por qualquer declaração de ameaças. Todos estavam na mesma página.

As pessoas estavam literalmente chorando nos cinemas quando ele saiu. Tenho certeza que você teve muitos comentários dos fãs desde então. Houve alguma reação particular de um fã que realmente ficou preso com você?
Tiveram algumas. Eu me encontrei com um casal com mais de 80 anos e eles foram juntos em cadeiras de rodas e era a noite de encontro deles e eles estavam tão entusiasmados de ver um filme. Eu fiz um Q&A do SAG e uma das pessoas lá disse que sua sobrinha tinha perdido as duas pernas e estava realmente deprimida e, obviamente, estava passando por um momento muito difícil. Quando o filme saiu, tornou-se uma coisa dela. Ela assistiu Mulher-Maravilha diariamente e é assim que ela encontrou mais poder para superar a luta que ela atravessava. Tem sido histórias muito emotivas como divertidas e felizes. Honestamente, a palavra “incrível” vai repetir-se porque é assim que tem sido recentemente.

Você já interpretou a Mulher-Maravilha em três filmes. Qual é a sua cena favorita doa personagem?
Tenho várias. Tenho muitas cenas favoritas que fiz – eu adorava filmar a cena do relógio e a cena da dança na praça. Mas, assistindo o filme, adorei quando a Mulher-Maravilha fez sua primeira aparição na travessia da Terra de Ninguém.

Há algo que você sente como se tivesse aprendido, sobre como interpretar o personagem, que você demorou um pouco para descobrir?
Nós ficamos uma semana nos esforçando. Foi a cena da torre quando, depois que a Mulher-Maravilha mata o general Ludendorff, ela acha que ela matou Ares. Ela não consegue entender por que todos ainda estavam lutando.

Adorei essa cena.
Sim. Porque o que Steve diz é que nem todos são bons, e as pessoas são boas e más. E a percepção da Mulher-Maravilha é que sua mãe estava certa. Ela está devastada por essa revelação. Mas o público compartilha o ponto de vista de Steve porque todos entendemos que os homens são ruins e bons. E eu estava realmente preocupada porque há uma linha fina quando toca alguma ingenuidade que você não quer se burlar. Levamos um dia para descobrir o equilíbrio certo e o tom para essa cena.

Há algo que você fez com a personagem ao longo do caminho, que se você pudesse voltar e fazer de forma diferente, você faria?
Não, porque o resultado foi tão bom que nos levou para onde estamos hoje. É como o efeito borboleta – se você mudar algo, talvez tudo isso seja alterado. Então eu não mudaria nada.

Isso parece ser um desses papéis que traz consigo tanta responsabilidade. Você sente que agora deve ser um modelo a seguir, quer você seja ou não?
É uma questão complicada porque não é como se eu quisesse ser um modelo. Não é como se alguém acordasse e fosse: “Hoje, eu vou ser um modelo!” Mas para mim, eu sou uma pessoa realmente chata. Recebo todas as ações emocionantes quando estou atuando. Porque na vida real, sou casada, sou mãe. Não vou sair e ir pra festas. Não é quem eu sou. Então, é um pouco fácil porque não sou imprudente e porque tenho duas meninas. É importante para mim que, quando crescerem, me vejam fazer algo que se sintam confortáveis com isso. Você sabe o que eu quero dizer?

Que ser mãe a molda para ser um modelo a seguir, independentemente da sua carreira…
Sim, exatamente.

Outra grande manchete durante seu ano foi que James Cameron criticou o filme como um ícone objetivado, sobre o qual Patty tinha alguns sentimentos fortes. Mas eu não acho que não vi você falar sobre isso?
Porque eu não queria lhe dar o palco. Antes de tudo, sou uma grande fã de seu trabalho. Seus filmes são ótimos. Ele foi muito inovador em muitas coisas que fez, e não tenho nada além de coisas boas a dizer sobre o lado criativo e profissional de seu trabalho. Quando aconteceu, no momento em que aconteceu, ele estava promovendo outro filme dele. Era como se ele estivesse procurando publicidade e eu simplesmente não queria lhe dar palco.

Mais recentemente, Liga da Justiça saiu, e enquanto você foi elogiado pelo seu desempenho, o filme foi atingido um pouco pelos críticos. Como você se sentiu sobre o filme?
Quando eu comecei a filmar Liga da Justiça, foi literalmente o dia seguinte que eu finalizei Mulher-Maravilha. Então, foi o mesmo, mas diferente, e foi muito bom compartilhar o palco com um elenco e trabalhar com alguns dos caras novamente. Foi muito divertido. Obviamente, não era sobre a Mulher-Maravilha; ela estava apoiando a história principal. Estou muito animada para começar a trabalhar em Mulher-Maravilha 2.

O que você pode nos dizer sobre como o seu personagem evolui no segundo filme?
Além do maravilhoso trabalho que Lynda Carter fez no programa de TV, este personagem nunca foi realmente feito no cinema. Nós apenas vimos sua história de origem. Mas há muito para explorar com esse personagem que tem 75 anos de legado, há tanto material e tantas maneiras, estou entusiasmada com isso.

Você recentemente disse que você será “eternamente grata por interpretar esse personagem”. Quantos filmes da Mulher-Maravilha você poderia fazer? Como você saberá se e quando é hora de seguir em frente?
Eu acho que, uma vez que eu estiver lá, uma vez que eu sentir que é hora de seguir em frente, então vou saber. Agora eu não sei.

 

Fonte | Tradução e adaptação – Gal Gadot Brasil

Deixe um comentário!