O Gal Gadot Brasil é um site sem fins lucrativos, não-oficial e sem qualquer afiliação à Gal ou qualquer pessoa associada a ela. Todos os vídeos e fotos pertencem aos seus respectivos donos, a não ser que seja informado o contrário.
Gal Gadot entre as ’25 mulheres incríveis que estão mudando o mundo’ da revista People

Devido ao grande sucesso de Mulher-Maravilha, Gal vem ganhando reconhecimento e se tornando uma inspiração para muitas pessoas, com isso a revista People listou 25 mulheres incríveis que estão mudando o mundo e não poderia ter deixado a nossa heroína de fora. Leia a tradução da matéria abaixo!

O filme de super-herói, protagonizado por Gal Gadot e dirigido por Patty Jenkins, invadiu a bilheteria neste verão, ocupando o primeiro lugar no final de semana de abertura em junho, passando a se tornar o maior filme de ação de live action dirigido por uma mulher. Mulher-Maravilha 2 já está confirmado para estrear em dezembro de 2019.

“Eu ainda preciso de tempo para processar tudo, porque foi tão incrível, incrivelmente maravilhoso”, disse Gadot, de 32 anos, a People na edição desta semana.

A atriz israelense inicia a “25 mulheres que estão mudando o mundo” ao lado de cinco Mulheres-Maravilhas da vida real: a enfermeira Kelly Lynch, a piloto da Marinha, Khadijah M. Nashagh, a bombeiro do Sul da Califórnia, Lovie Jung, a pediatra Liza Kearl e a Capitã da Força Aérea, Staci Rouse.

“Elas são as verdadeiros heroínas”, diz Gadot, que acompanha outras estrelas como Pink, Uzo Aduba, Jessica Chastain e America Ferrera, bem como a epidemiologista Dra. Celine Gounder, a fundadora da Whole Child International, Karen Spencer e a primatologista e antropóloga Jane Goodall, nesta lista deste ano.

Como um antigo soldado israelense (o país exige que todos os cidadãos se alistem ao completarem 18 anos), Gadot tem uma apreciação em primeira mão pelas as mulheres que atuam hoje. “Há algo muito importante e único sobre o fato de que você está colocando sua vida de lado para você dar algo em troca ao seu país”, ela admite. “Há algo muito lindo sobre esse altruísmo”.

A ex-Miss Israel continua: “Meu serviço durou 2 anos, mas em um mundo ideal, eu adoraria que todos os países não tivessem um exército para que não tenhamos que lutar um contra o outro. Mas esse não é o caso – ainda não estamos em um mundo ideal. Há ainda um longo caminho a percorrer.”

Enquanto o sucesso de Mulher-Maravilha deu um grande passo na direção certa para fortalecer as mulheres, Gadot quer que o filme influencie positivamente nas escolas sobre a reflexão dos homens.

“É incrível que as meninas estejam expostas ao visual de mulheres fortes que estão lutando tão lindamente e com esse relacionamento de irmandade incrível e se importando uma com a outra, mas ainda podem segurar uma espada e cavalgar”, diz a mãe de duas meninas. “Mas você não pode apenas capacitar as mulheres. Você também deve educar os homens. Este filme é para todos. É para os meninos irem ao cinema e ver que as mulheres podem ser incríveis e poderosas e fortes e inspiradoras, e não só eu.”

“Seria fantástico se as pessoas não tivessem pressa para julgar uns aos outros e poderiam se colocar nos lugares das outras pessoas”, diz ela. “As pessoas têm suas opiniões muito sólidas muito rápido, e às vezes é baseada em algo que é impreciso”.

Inicio > Ensaios Fotográficos | Photoshoots > 2017 > Gillian Laub – People (Estados Unidos)

 

Fonte | Tradução e adaptação – Gal Gadot Brasil