O Gal Gadot Brasil é um site sem fins lucrativos, não-oficial e sem qualquer afiliação à Gal ou qualquer pessoa associada a ela. Todos os vídeos e fotos pertencem aos seus respectivos donos, a não ser que seja informado o contrário.
Gal Gadot participa de conferência de imprensa ao lado do elenco de Mulher-Maravilha

Durante a longa divulgação de Mulher-Maravilha, Gal Gadot participou de mais um dia de conferência de imprensa, com direito a uma Q&A, ao lado de Chris Pine, Connie Nielsen, Robin Wright, Danny HustonPatty Jenkins, em Los Angeles, no dia 21 de maio.

Confira abaixo um resumo, do blog Sassy Mama in L.A, traduzido:

 

Ela é conhecida por muitos nomes, a maioria dos quais encanta seu poster do filme: Deusa. Guerreira. Lenda. Mas, muitos de nós conhecemos e e nos referimos como Diana Prince (Gal Gadot), a.k.a. Mulher-Maravilha, como um badass total. A diretora Patty Jenkins trouxe as páginas da HQ para uma nova vida com Mulher-Maravilha, a ação-aventura surpreendentemente inspiradora da DC Comics, que é tão viva quanto poderosa.

Jenkins não pensou no filme em termos de qual gênero o herói deve ser – é que, esta é a pessoa certa para ser chamada de salvadora. Na conferência de imprensa do filme em Los Angeles, ela especificou:

A vitória para isso é que, desde o início do conceito, seria o dia em que você pode fazer um grande filme sobre um herói e tanto faz o que eles são ser secundário. Essa será a vitória. ‘Eu sou uma mulher. Oh, sou? Certo! Ou talvez eu esteja em uma cadeira de rodas”. Eu não sei. Que diferença faz… Esse será o dia que será a vitória. Então é assim que decidimos abordar este filme. Eu amo a Mulher-Maravilha e eu nunca questionei nada enquanto eu crescia. Essa foi a nossa grande aspiração. Se pudermos fazer dela um grande herói, e fazer uma grande história, e fazer grandes Amazonas, onde não vamos pensar em nada disso, essa será a vitória. Naturalmente, estamos todos conscientes… Estou honrada e surpresa com a posição em que nos encontramos e todos queremos trazer uma mensagem de ser um herói para o mundo, mas uma mensagem de ajudar alguém a encontrar a sua voz. É com grande respeito e compreensão que fizemos isso.”

Connie Nielsen, que interpreta a mãe de Diana, Rainha Hippolyta, disse:

“É um super-herói incrível sendo ou não uma mulher. Você tem essa divisão acontecendo o tempo todo. Eu não gostaria que fosse um elemento chocante, mas ambos os tipos.”

Não é nenhuma surpresa que o maior trunfo da Mulher-Maravilha é a sua compaixão. Jenkins disse sobre essa característica,

“Ela representa oposto da violência, que é amor, verdade e compaixão. É por isso que ela é mágica.”

Esta qualidade ressoou em um nível pessoal com Gadot, que esclareceu,

“Essa é uma de suas maiores características. Eu me lembro quando nos conhecemos e comecei a falar sobre família e vida, contei a Jenkins sobre meu avô, um sobrevivente do Holocausto, e ele me ensinou que não importa quão escuro fique sua vida, você precisa encontrar sua luz interior. Compaixão é uma coisa muito grande. Foi importante para nós dois este filme ter uma mensagem profunda que todos podem se relacionar e levar para casa e praticar imediatamente.

    Ela encarna todas as qualidades mais maravilhosas que eu amo nas pessoas; Ela é curiosa, calorosa, amorosa e inclusiva. Ela vê o melhor das pessoas. É curiosa e sapeca e tem sua própria atitude. Ao mesmo tempo, ela não está tentando ser perfeita. Ela pode ser muito vulnerável e confusa, mas fixa em sua missão. Eu amo tudo sobre ela. Porque ela não é perfeita, mas ela é inteira e interessante.”

Chris Pine, que interpreta o espião/namorado Steve Trevor, falou sobre as qualidades semelhantes de sua co-estrela Gadot,

“É uma grande combinação rara de qualidades… fisicamente muito formidável, atraente e magnética, que às vezes pode vir transversalmente como áspera porque há uma nitidez à beleza que é esmagadora. Mas simultaneamente, ela tem um calor e curiosidade que é muito verdadeiro e infantil. Há uma pureza nela. Essa suavidade e força é a combinação crítica – e ela tem isso com espadas.”

Inicio > Eventos e Aparições | Appearances & Events > 2017 > 21/05 | Conferência de imprensa de “Mulher-Maravilha”, em Los Angeles

Inicio > Fotos Pessoais & Outros | Personal Photos & Others > Fotos de fãs > 2017 > 21/05 | Conferência de imprensa de “Mulher-Maravilha”, em Los Angeles

 
Fonte | Tradução e adaptação Gal Gadot Brasil – Não reproduzir sem os créditos

“A Mulher-Maravilha é feminista” diz Gal Gadot

E a maratona de divulgação de “Mulher-Maravilha” continua! Desta vez, Gal é a capa da revista Entertainment Weekly, na edição de Maio. Além disso, a revista liberou diversas imagens do filme. Confira a matéria, traduzida, abaixo:

Um dos destaques da Mulher Maravilha é a relação entre a Princesa Diana (Gal Gadot) e Steve Trevor (Chris Pine), o espião americano que cai sobre Themyscira e se torna o catalisador da aventura de Diana no exterior. O relacionamento deles preenche o coração do filme e é muito mais moderno do que se poderia esperar de um filme ambientado em 1918.

Artisticamente criadas pela diretora Patty Jenkins, as cenas que caracterizam os dois alternam entre a Mulher-Maravilha que tenta compreender os modos, um tanto enrolados da sociedade humana moderna, e os dois aprendendo os motivos e ambições um do outro. Não há jogo de poder e nenhum dos dois está sendo salvo pelo outro. Alguns podem chamar de igualdade, que para Gadot é o que o feminismo significa.

“A Mulher-Maravilha é feminista, é claro”, diz Gadot. “Eu acho que as pessoas têm um equívoco sobre o que é o feminismo. As pessoas acham que são axilas peludas e mulheres que queimam sutiãs e odeiam homens. Não é isso. Para mim, o feminismo é tudo sobre igualdade e liberdade e [mulheres] escolherem o que queremos fazer. Se são os salários, então somos pagas iguais aos homens. Não são homens contra mulheres ou mulheres contra homens.”

Essa perspectiva levou Gadot a considerar como ela representou sua heroína icônica na tela. “Era importante para mim que meu personagem nunca viesse e pregasse sobre como os homens deveriam tratar as mulheres. Ou como as mulheres devem agir. Tratava-se mais de brincar sem se lembrar das regras da sociedade. O que quer dizer com as mulheres não podem entrar no Parlamento? Por quê?”, Pergunta ela.

“Apenas lembrando a todos como as coisas deveriam ser. Eu queria fazer o estilo ‘peixe fora d’água’, mas eu não queria fazê-la ficar muito boba.”

O personagem do Pine foi muito pensado também. Ele não podia ser muito poderoso ou impotente. “Nós não queríamos fazer Steve a donzela em perigo, e queríamos que eles tivessem um relacionamento muito igual”, diz Gadot. “Se ela se apaixonar por ele, então ele deve ser alguém que toda mulher se apaixonaria”.

Adiciona Jenkins, “Steven Trevor é a fantasia perfeita para qualquer mulher moderna. ‘Quero ter o emprego que sempre quis. Eu quero ser forte e poderosa e todas essas coisas, mas eu quero um namorado realmente quente que pense que isso é ótimo e tenha um senso de humor sobre a coisa toda’”.

Para traçar esse humor, Jenkins deu a Pine e Gadot muita oportunidade de improvisar. Em uma cena, que foi exibida na WonderCon, os dois compartilham um passeio de barco de volta ao mundo do homem onde eles revelam sua química inicial – e fornecem diversas dicas de como será o tom geral do filme. Gadot e Pine improvisaram toda a cena. Pine adorou, especialmente porque destacava as habilidades de improvisação surpreendentemente boas de Gadot.

“Ela tem que ser uma mulher direta, que é a parte mais difícil”, diz ele. “Ela está entregando linhas como ‘Meu pai é Zeus’ – isso é tão ridículo. E ela tem que dizer isso com uma cara séria, com certa inocência e seriedade. Eu começo a reagir como qualquer ser humano seria ouvindo algo tão ridículo quanto isso. Então eu tinha facilidade.”

Inicio > Scans de revistas | Magazine Scans > 2017 > Maio – Entertainment Weekly

Inicio > Filmes | Movies > 2017: Mulher-Maravilha (Wonder Woman) > Stills

Inicio > Filmes | Movies > 2017: Mulher-Maravilha (Wonder Woman) > Bastidores | BTS

 

Fonte | Tradução e adaptação: Gal Gadot Brasil – Não reproduzir sem os créditos

AGENDA: Divulgação de Mulher-Maravilha

Com a aproximação da estreia de “Mulher-Maravilha” nos cinemas, Gal Gadot fará uma maratona de divulgação do filme nos próximos dias. Confira abaixo a agenda da atriz com data e local de suas futuras aparições:

15 de maio

  • Premiere de Mulher-Maravilha na China – Veja tudo que rolou (Fotos/Vídeos)

16 de maio

  • Conferência de imprensa na China – Veja tudo que rolou (Fotos/Vídeos)

23 de maio

  • AOL Build Series em NY, as 14h no horário de Brasília (Assista online)
  • The Tonight Show starring Jimmy Fallon em NY
  • Good Morning America

25 de maio

  • Premiere de Mulher-Maravilha em Los Angeles

26 de maio

  • Live with Kelly and Ryan em NY

27 de maio

  • Premiere de Mulher-Maravilha no México

31 de maio

  • Premiere de Mulher-Maravilha em Londres

02 de junho

  • The Graham Norton Show em Londres

 

Não deixe de nos acompanhar no twitter (@GalGadotBRA) para notícias imediatas, e fique sempre de olho nesse post, pois ele será atualizado constantemente.

Gal Gadot participa de segundo dia de divulgação de Mulher-Maravilha na China

Gal Gadot participou do segundo dia divulgação de “Mulher-Maravilha”, no dia 16 de maio, onde ela e seus companheiros de elenco, Chris Pine, a diretora Patty Jenkins e os produtores Charles Roven, Deborah e Zack Snyder participaram de mais uma coletiva de imprensa do filme respondendo perguntas de fãs e da imprensa chinesa. Eles falaram do filme e das gravações.

Fotos de fãs > 2017 > 16/05 | Coletiva de Imprensa de “Mulher-Maravilha”, na China

Eventos e Aparições | Appearances & Events > 2017 > 16/05 | Coletiva de imprensa de “Mulher-Maravilha”, na China

Gal Gadot divulga Mulher-Maravilha na China

Gal Gadot esteve em Xangai, na China, ao lado de Chris Pine, Patty Jenkins, Charles Roven, Deborah e Zack Snyder, para a premiere de Mulher-Maravilha que aconteceu no dia 15 de maio.

Confira abaixo algumas fotos e vídeos:

 

Fotos de fãs > 2017 > 15/05 | Premiere de “Mulher-Maravilha”, na China

Eventos e Aparições | Appearances & Events > 2017 > 15/05 | Premiere de “Mulher-Maravilha”, na China

Zack Snyder, um dos produtores de “Mulher-Maravilha”, confirmou a sequência para o filme da heroína durante a coletiva de imprensa, , e Deborah Snyder, também produtora do filme, disse que o próximo filme de super-heroína da DC Comics será o da Batgirl.


Gal, Chris e Patty ainda participaram da coletiva de imprensa, onde aconteceu uma exibição de 30 minutos do filme e um Q&A com o público presente.

Fotos de fãs > 2017 > 15/05 | Conferência de imprensa de “Mulher-Maravilha”, na China

Eventos e Aparições | Appearances & Events > 2017 > 15/05 | Conferência de imprensa de “Mulher-Maravilha”, na China

Divulgada a lista de músicas para a trilha sonora de Mulher-Maravilha

Foi divulgada a lista de músicas para a trilha sonora de do filme “Mulher Maravilha” , com autoria de Rupert Gregson-Williams ( “A Lenda de Tarzan“, “The Crown“).

 

1. Amazons Of Themyscira
2. History Lesson
3. Angel On The Wing
4. Ludendorff, Enough!
5. Pain, Loss & Love
6. No Man’s Land
7. Fausta
8. Wonder Woman’s Wrath
9. The God Of War
10. We Are All To Blame
11. Hell Hath No Fury
12. Lightning Strikes
13. Trafalgar Celebration
14. Action Reaction
15. To Be Human – Sia (feat. Labrinth)

 

A trilha sonora será lançada fisicamente em 2 de junho de 2017 e já está disponível para pré-venda na Amazon.
Mulher-Maravilha estreia nos cinemas brasileiros no dia 01 de junho de 2017.

 

Gal Gadot pode fazer a Mulher-Maravilha uma heroína da nossa época?

A Mulher Maravilha enrijeceu seus ombros, olhou fixamente para uma desolação devastada pela guerra, então começou a correr, segurando seu escudo contra uma chuva de balas vindas de armas alemãs.

“Sim! Vai, Gal!”, gritou Patty Jenkins, diretora do novo filme da “Mulher Maravilha”, que estava envolvida em um casaco de espessura e olhando para a ação em um monitor. Minutos depois, Gal Gadot, a atriz israelense que interpreta a heroína, que dá título ao filme, estava sendo envolvida em seu próprio casaco acolchoado e recebendo uma bebida quente enquanto seus cabelos e sua tiara foram ajustados. “Brrrrrr” disse Gadot com um sorriso. “Isto é divertido.”

A temperatura estava pairando um pouco acima do congelamento em uma manhã de fevereiro do ano passado, fora dos estúdios Warner Bros. em Leavesden, na Inglaterra, e Gadot, vestida com a roupa da Mulher Maravilha de bustier de couro, saia muito curta e botas até o joelho, tinha acabado a enésima tomada de seu traço heroico através de um trecho de terra enlameada.

“O frio, ugh, foi a coisa mais difícil em filmar o filme”, ​​Gadot disse durante uma entrevista em Los Angeles no início de março. Alta e robusta, ela estava grávida de oito meses (desde então, deu à luz a sua segunda filha), com o cabelo preso em um rabo de cavalo e o rosto livre de maquiagem. Comendo ovos e frutas ansiosa “Estou morrendo de fome o tempo todo”, ela conversou facilmente sobre o papel que poderia transformá-la em um nome conhecido depois de “Mulher Maravilha” ser lançado em 2 de junho.

O filme será o primeiro filme de super-herói em mais de uma década para apresentar uma mulher como a personagem principal, e a primeira vez que uma diretora será responsável por esse filme. E será também a primeira vez que a Mulher Maravilha – uma personagem inspiradora desde de 1941 no universo da DC Comics – será a estrela de um longa-metragem. Os personagens masculinos do mesmo círculo, por outro lado, são constantemente reiniciados, refletindo a crença geral de que o público de filmes de super-heróis é, em sua maioria, masculino.

“Acho que, o que o estúdio percebeu, foi que eles tinham um trunfo para explorar, para atrair uma maior parte da população que normalmente não seria nossa, demograficamente, para esse tipo de filme”, ​​disse Charles Roven, um produtor do filme. “Quando você abre os olhos para essa oportunidade, você fica animado com isso.”

Daniel Loria, diretor editorial da Boxoffice Media, disse que as estatísticas sugerem que a audiência de filmes de super-heróis “não é tão masculina quanto se poderia pensar”.

“‘Ghostbusters’, no verão passado, teve um grande empurrão; Um segmento de uma audiência mais extrema achou sacrílego que as mulheres fossem as principais”, disse Loria. “Mas nós não estamos vendo esse ultrajante fanboy da internet sobre ‘Mulher Maravilha'”.

Embora o recorde de filmes de super-heróis femininos tenha sido misturado – “Catwoman” bombardeou em 2004, mas “Elektra” foi O.K. O próximo ano – a percepção teimosa permanece que os fãs não vire para fora para estes filmes.

Perguntada se ela sentiu a pressão de ser a primeira atriz em muito tempo a levar um filme de super-herói de ação, Gadot riu. “Quando você coloca isso assim, sim!”, Ela disse. “Mas no final do dia, isso não pode ser algo que me motive. Eu tentei me concentrar no que era importante para mim: o coração do personagem, e como entregar o melhor resultado da maneira mais interessante.”

Gadot, que fez sua primeira aparição como Mulher-Maravilha em “Batman vs Superman: A Origem da Justiça” (o segundo da série Warner Bros. DC Extended Universe), é pouco conhecida dos cinéfilos e representa uma aposta para o estúdio. O Sr. Roven recusou-se a dar um orçamento específico para o filme, mas disse que era “mais baixo do que esses filmes custam”. “Batman v Superman” custou cerca de US $ 250 milhões.

Mas Doug Creutz, analista de mídia da Cowen and Company, disse que, como Mulher-Maravilha era uma personagem tão conhecida, ele não achava que o público necessariamente se importaria com um grande ator no papel. “De certa forma, acho que há uma vantagem em lançar alguém desconhecido; Quando é Ben Affleck interpretando o Batman, é difícil não olhar para isso e ver Ben Affleck”, disse ele. Ele acrescentou que a Warner Bros. tinha um monte de equitação no filme, além de ter uma liderança feminina.

“Os dois primeiros filmes da série, ‘Man of Steel’ e ‘Batman v Superman’, fizeram bem, mas foram criticados pela crítica”, disse ele. “Então eu acho que a pressão é para fazer um filme melhor, ou eles correm o risco de queimar o interesse em seu universo.”

Gadot, que cresceu em uma pequena cidade perto de Tel Aviv, “em uma família muito normal”, disse que nunca tinha aspirado a ser uma atriz quando crescesse, embora ela sempre tenha gostado de se apresentar e teve aulas de dança desde cedo. “Por um tempo, eu queria ser coreógrafa”, disse ela. Depois de terminar o ensino médio, ela foi persuadida a participar do concurso Miss Israel; Para seu choque, ela ganhou e, posteriormente, passou alguns meses como modelo antes de se tornar um instrutor de combate no Exército Israelense durante seus dois anos de serviço obrigatório.

Depois de deixar os militares, ela começou a faculdade de direito. “Um diretor de elenco viu meu cartão na minha agência de modelos e queria que eu fizesse teste para Bond Girl”, ela lembrou. “‘Eu não sou atriz, é em inglês, é inútil.’ Eu literalmente fui para deixar meu agente feliz.” Ela não conseguiu o papel, que ficou com Olga Kurylenko, mas o processo de ligações e testes de tela despertaram seu interesse em atuar.

Ela começou a ter aulas de interpretação, e alguns meses mais tarde, ela foi escalada para uma série de televisão israelense, em seguida, conseguiu um papel na franquia “Velozes e Furiosos”. “Eu tive muita sorte, mas eu não sinto como algo que explodiu”, disse Gadot. “Cheguei a um ponto, pouco antes de‘Mulher Maravilha’, quando eu tinha tantos “quase” – grandes testes, bons testes de câmera, mas sempre a segunda opção, que eu estava pronta para desistir e voltar para a faculdade de direito”.

Seu marido, Yaron Varsano, a persuadiu a aguentar, e então, Gadot recebeu um telefonema da Warner Bros. para audição de um papel sem nome que acabou sendo a Mulher-Maravilha em Batman v Superman. Depois de “Seis semanas de tortura”, Gadot ouviu que ela tinha conseguido e começou um treinamento físico intensivo para entrar em forma para o papel. Embora soubesse que uma “Mulher Maravilha” independente era uma possibilidade, ainda não estava confirmada. “Eu acho que eles precisavam ter certeza de que eu poderia lidar com isso”, disse ela.

O caminho para um filme da Mulher-Maravilha, tem sido longo para a Warner Bros., com vários projetos de desenvolvimento que datam meados da década de 1990, e com muitos diretores, incluindo Joss Whedon, ligado em momentos diferentes. No final de 2014, após relatos de que o estúdio estava procurando uma diretora, Michelle MacLaren assinou o projeto, mas deixou alguns meses mais tarde, citando diferenças criativas. O estúdio voltou-se para a Sra. Jenkins, mais conhecida por “Monster”.

“Eu estava falando com eles sobre Mulher-Maravilha por 10 anos”, disse Jenkins em uma entrevista recente ao Skype. “Eles estavam interessados, mas eles tinham uma certa ideia do que eles queriam fazer, e não senti que eu era o diretor certo. Então, eu acho que eles perceberam que eles queriam ir pelo meu caminho.”

Essa direção, disse Jenkins, era “uma história de origem muito direta, fiel ao espírito positivo da Mulher -Maravilha, uma grande história de amor, um bom senso de humor”.

Para esse fim, “Mulher Maravilha” é fiel, disse ela, à lenda contada pelos quadrinhos originais. Diana Prince, nascida na ilha feminina de Themyscira, é treinada como guerreira amazônica e vê um homem quando um piloto americano, Steve Trevor (interpretado por Chris Pine), para na ilha e fala de um mundo em guerra. Depois que a ilha é atacada, Diana decide ir com Steve para tentar parar a guerra. (O único desvio da história original, disse Jenkins, era mudar o período de tempo da Segunda Guerra Mundial para a Primeira Guerra Mundial)

William Moulton Marston, o criador da Mulher Maravilha, apostou Diana como uma alternativa aos super-heróis masculinos agressivos. Ela é um protetor do inocente, bonita e bondosa, dotada de superpotências, armas mágicas e grande força. Os desenhos de quadrinhos também transmitem o fascínio sexual, com Diana nas suas vestes de desdobramento e nos saltos altos que podem parecer em desacordo com a mensagem feminista que o personagem é dito encarnar.

Gadot disse que depois que ela obteve o papel, os fãs criticaram seus seios por serem muito pequenos. Ela disse que é frequentemente perguntada como reconciliar seu traje esquisito e a mensagem do filme. (No ano passado, as Nações Unidas derrubaram a Mulher-Maravilha como embaixadora honorária de mulheres e meninas, depois de dezenas de milhares de pessoas se opuserem a uma petição que citava, entre outras coisas, sua imagem nos quadrinhos).

“Eu acho que como uma feminista, você deve ser capaz de usar o que quiser!” Gadot disse. “Em qualquer caso, há um tal mal-entendido do conceito. Feminismo é sobre igualdade, escolha e liberdade. E os escritores, Patty e eu, todos nós achamos que a melhor maneira de mostrar isso é mostrar a Diana como não tendo consciência dos papéis sociais. Ela não tem limites de gênero. Para ela, todos são iguais.”

Jenkins, a primeira mulher a dirigir um filme de super-heróis de grande orçamento, respondeu não à uma empresa quando perguntada se ela sentia que todos os olhos estavam sobre ela. “Não penso nisso” disse ela. “Eu só queria fazer um grande filme sobre um grande personagem universal e não ser carregado com problemas.”

Mas Robin Wright, que interpreta a tia e mentora de Diana, a Antiope, disse que pensava que um filme de super-herói sobre uma mulher, dirigido por uma mulher, foi um momento decisivo. “Nós éramos a maioria, eles eram a minoria”, disse ela. “Havia muito estrogênio no set! Foi muito bom ter um bando de garotas fazendo o filme. Foi um monte de trabalho físico e muito divertido.”

Refletindo sobre a realização do filme, Gadot disse que, como mãe de duas meninas, sentia-se orgulhosa de ter interpretado um super-herói que pode oferecer um novo modelo. “Vimos tantas histórias dirigidas por homens, portanto, quanto mais fortes são as narrativas femininas, melhor”, disse ela. “Tenho certeza que o filme vai inspirar as meninas, mas você não pode capacitar as mulheres sem capacitar os homens, também. Espero que a Mulher Maravilha seja um ícone para eles também”.

Inicio > Ensaios Fotográficos | Photoshoots > 2017 > The New York Times

 

Fonte | Tradução e adaptação: Equipe Gal Gadot Brasil – Não reproduzir sem os créditos

Bem-vindos ao novo GGBR!

Olá, sejam bem-vindos ao site Gal Gadot Brasil, sua primeira e melhor fonte de informações sobre a atriz no país. Aqui você poderá encontrar todas as entrevistas da Gal traduzidas, assim como tudo que se refere aos seus projetos cinematográficos ou não, visitar nossa Galeria com mais de 5 mil imagens que estará em constante atualizações além de muitos vídeos legendados. Estamos felizes com a sua visita e esperamos que retorne. Ate mais!

Gal Gadot divulga trailer final de Mulher-Maravilha durante MTV Awards

Gal Gadot compareceu à cerimônia do MTV Movie & TV Awards, cerimônia da MTV que, que agora além de premiar o melhor do cinema, incluíram a categoria TV também. Como já havia informado, durante a sua participação no evento, ela divulgou o trailer final de ‘Mulher-Maravilha’, com cenas inéditas, em suas redes sociais.

Confira o trailer abaixo:

Gal Gadot comparece ao MTV Movie & TV Awards

Gal Gadot compareceu ao MTV Movie & TV Awards, que aconteceu no dia 07 de maio, no Shrine Auditorium em Los Angeles.

Essa foi a primeira aparição oficial de Gal Gadot, em eventos, após o nascimento de sua segunda filha, Maya.

 

Eventos e Aparições | Appearances & Events > 2017 > 07/05 | MTV Movie & TV Awards – Tapete Vermelho

 

Gal foi apresentadora de uma das categorias no evento, onde ela entregou o prêmio “MTV Generation Award” para o elenco de ‘Velozes e Furiosos’, franquia homenageada na cerimônia. A atriz, que interpretou Gisele Harabo em três filmes da franquia, ainda falou que ‘Velozes e Furiosos’ mudou sua vida e se emocionou quando mostraram Paul Walker, ator e amigo falecido em 2013, no VT especial.

“Antes de ser a Mulher-Maravilha, eu recebi uma ligação que mudou a minha vida. Fui convidada para fazer parte da franquia Velozes e Furiosos. As cenas de ação podem até ficar maiores e mais loucas, mas o coração da série, a razão pela qual as pessoas continuam lotando os cinemas de novo e novo, é a família. Um grupo diverso de pessoas que permanece unido, independente do que ocorra, nas aventuras das telas e nas tragédias da vida real” – Gal Gadot

 

Eventos e Aparições | Appearances & Events > 2017 > 07/05 | MTV Movie & TV Awards – Premiação